Gerencia de riesgos y seguros - Número 121

Menu
Notícias AGERS

Notícias AGERS

By In Actualidad On 10 December, 2015


Eventos no primeiro semestre 2016

FÓRUM NOVIDADES JURÍDICAS EM RISCOS E SEGUROS

AGERS

Em 28 de janeiro a Associação Espanhola de Gerência de Riscos e Seguros, AGERS, abria 2016 com seu primeiro fórum do ano. O evento contou com mais de 100 participantes e se aprofundou nas principais novidades legislativas dos meses precedentes que possam ter afetado as empresas, seus riscos e seguros.

O evento foi conduzido por Gonzalo Iturmendi, advogado do Escritório de Advocacia G. Iturmendi e Associados e secretário geral da AGERS, que apresentou os palestrantes e fez uma reflexão sobre as mudanças que aconteceram e mencionou brevemente os casos do Prestige e do Bankia.

APRESENTAÇÃO DO MANUAL DE GESTÃO INTEGRAL DO RISCO DE DOENÇAS GRAVES E CRÔNICAS

No dia 3 de março aconteceu a apresentação do Manual de Gestão Integral do Risco de Doenças Graves e Crônicas, a cargo do Grupo de Bioactuarial de Pesquisa (GBI) da AGERS, na Direção Geral de Seguros e Fundos de Pensão em Madri.

A finalidade do Manual é que seja de interesse para a indústria do seguro, os profissionais e acadêmicos de áreas relacionadas à saúde, a demografia ou qualquer outro interessado em saber como se define, mede e projeta cada uma das doenças graves e crônicas analisadas: câncer, infarto agudo do miocárdio, acidente cerebrovascular e diabetes.

FÓRUM DE RISCOS PESSOAIS: ZIKA VÍRUS. RISCO PARA A EMPRESA E PARA O SEGURO

Em 10 de março, na sede do CEIM, teve lugar este segundo Fórum de Riscos Pessoais. Na ocasião abordou-se o problema do ZIKA vírus: Risco para a empresa e o seguro.

Os objetivos do debate consistiram tanto em conhecer as características do vírus como em fornecer soluções e respostas para apoiar empresas e segurados.

II CONGRESSO DE GERÊNCIA DE RISCOS E SEGUROS NA CATALUNHA: UM MUNDO INTERCONECTADO

No dia 5 de abril, a AGERS Catalunha realizou seu segundo Congresso de Gerência de Riscos e Seguros. A apresentação foi conduzida por Alicia Soler, gerente da AGERS, que abriu o Congresso apresentando os espaços que a Comissão Científica da Associação considerou como alguns dos riscos que mais preocupam as organizações atualmente.

O Congresso teve cerca de 200 participantes e atendeu os objetivos de divulgação da metodologia científica, servindo de instrumento de integração entre os setores de Gerência de Riscos e Seguradoras, contribuindo, assim, para fortalecer tanto as empresas espanholas quanto a imagem internacional da economia da Espanha.

Um dos painéis do Congresso teve a participação de Gonzalo Mira, que, representando a MAPFRE GLOBAL RISKS, ofereceu a visão do ponto de vista segurador sobre os riscos mais comuns e o momento atual do mercado quanto aos chamados “riscos cibernéticos”.

FÓRUM DE RISCOS PESSOAIS: OS APPS DE SAÚDE. OPORTUNIDADE PARA A GERÊNCIA DO RISCO PESSOAL

Em 19 de abril, na sede da CEIM, aconteceu este evento em que os participantes puderam descobrir a tendência atuarial – no que diz respeito ao cálculo do prêmio –, para a convergência com a idade biológica. Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer os limites legais com os quais os apps de saúde se deparam, conforme se apresenta no Livro Verde do Parlamento Europeu. Além disso, durante o evento foram analisados dois exemplos de apps de saúde: AVIVA e NUTRIGEN.

VISITA DOS ALUMNOS DA XXII PROMOÇÃO DO MESTRADO EM SEGUROS E GERÊNCIA DE RISCOS

O Mestrado em Gerência de Riscos é um programa oficial de pós-graduação ministrado anualmente, criado para os graduados que queiram aprofundar seus conhecimentos em seguros e se desenvolver profissionalmente no campo da administração e gerência de riscos, tanto no setor privado quanto na administração pública.

No dia 6 de maio a AGERS recebia, na sede da CEIM, a visita dos alunos do curso 2015-2016 do Mestrado em Seguros e Gerência de Riscos (MSGR), ministrado pela ICEA (Pesquisa Cooperativa entre Entidades Seguradoras e Fundos de Pensões) e a Universidade Pontifícia de Salamanca em aliança acadêmica. No decorrer da visita, os alunos puderam conhecer, em primeira mão, a visão profissional de diversos participantes na gestão dos riscos: gerente de riscos, corretor, segurador, perito, advogado, etc.

CONSEQUÊNCIAS DO BREXIT PARA OS PROGRAMAS DE SEGUROS MULTINACIONAIS

Em 19 de maio, nos escritórios da CLH, Mathew Rutter, sócio da DAC BEACHCROFT Londres e responsável pelo Departamento Regulatório de Seguros, deu uma apresentação sobre este referendo realizado em 23 de junho no Reino Unido e suas possíveis consequências para o mercado segurador.

O painel de discussão, composto por gerentes de risco, o mercado de seguros e escritórios de advocacia, buscou facilitar a compreensão da complexa situação e suas possíveis consequências, assim como o resultado que uma decisão dessas poderia ter no panorama europeu e causar um sério impacto em inúmeras empresas globais.

XXVII CONGRESSO ESPANHOL DE GESTÃO DE RISCOS E SEGUROS

No dia 2 de junho, a Associação Espanhola de Gerência de Riscos e Seguros realizou, no Holiday Inn Madri Bernabéu, seu XXVII Congresso AGERS, um evento que teve a presença de cerca de trezentos profissionais relacionados com o setor de riscos, seguros e corporativo.

Alicia Soler, gerente executiva da AGERS, saudou os participantes, abrindo espaço para a participação de Paulino Fajardo, advogado da Herbert Smith Freehills e membro da Diretoria Executiva da AGERS, que foi o responsável pela abertura do evento. Ele destacou a importância de um encontro que “se consolidou como um fórum de reflexão e pesquisa” no setor do risco e ressaltou a variedade do programa e sua evolução com relação a edições anteriores.

Em seguida fez-se uma mesa redonda, coordenada por Juan Carlos López Porcel, presidente da AGERS e diretor de Riscos e Seguros da ArcelorMittal Espanha, da qual participaram Andrea Guffanti, CCO da AON Espanha e Portugal, de Carlos Navarro, conselheiro delegado da March JLT, Luís Basabe, diretor administrativo e conselheiro da Marsh, e Antón Serrats, conselheiro representante da Willis Tower Watson.

Após a pausa para o café, foram realizados três painéis simultâneos dedicados a temas diferentes: Riscos Cibernéticos, Risco Reputacional e Risco de Longevidade na empresa. Graças a eles, de forma paralela, foi possível fazer debates distintos sobre estas áreas específicas.

O Painel de Ciberriesgos, localizado no Salão Plenário, contou com a presença de Alfredo Zorzo, vice-presidente I da AGERS, como moderador. Na seção de segurança cibernética ele considera que ainda há muito que avançar no campo dos seguros. A quantidade de riscos cibernéticos existentes, a forma de enfrentá-los e a demanda de aprendizagem exigida pelas empresas foram algumas das muitas questões discutidas.

O Painel de Risco Reputacional, por sua vez, apresentado e coordenado por Leopoldo González-Echenique, advogado contratado da Herbert Smith Freehills, e Ignacio del Corral, gerente de riscos corporativos do Grupo Santander, debateu sobre a relevância que o conceito de risco reputacional adquiriu atualmente, ressaltando o perigo da repercussão de um impacto econômico negativo no prestígio de uma empresa e destacando a importância de uma gestão preventiva e pró-ativa para evitar, atenuar e resolver este tipo de dano.

Na terceira palestra, sobre o risco da longevidade, José Miguel Rodriguez-Pardo, professor de Ciências Atuariais e Financeiras da Universidade Carlos III de Madri e responsável pela GBI-AGERS, foi o responsável pela moderação. As pessoas idosas (chamadas de sêniors durante o painel) e sua adaptação ao ambiente de trabalho foram o foco da palestra, que deixou claro o valor que eles podem agregar para as empresas, sua integração e aproveitamento profissional e seus maiores desafios: a saúde, a formação e o desenvolvimento.

Antes do final da agenda da manhã, houve tempo também para uma mesa-redonda apresentada por Daniel San Millán, gerente de riscos da Ferrovial, que tratou principalmente dos desafios que os gerentes de riscos enfrentam agora: o cumprimento (compliance) e os problemas internacionais, a elaboração dos mapas de risco e a previsão correta sobre o futuro do setor. Acompanhando o moderador estavam Alfredo Arán, diretor geral da Mapfre Global Risks, Constanza Gállegos, diretora geral da QBE, Cayetano Ramírez Rubio, diretor geral da Axa Corporate Solutions, Carlos Gómez Pascual, chefe do Global Corporate & Comercial Espanha da Generali, e José Ramón Morales, diretor geral da Iberia XL Catlin.

AGERS

Após o almoço, foram realizados os três últimos encontros, desenvolvidos sob o formato de oficinas com os respectivos títulos de Sinistro Real, Mapa de Risco e D&O, com um viés fundamentalmente prático.

Na Oficina Sinistro Real analisou-se um caso prático relativo à suposição de um fabricante de automóveis que incorpora airbags de outra empresa que acabam saindo defeituosos. Nesse cenário imaginário, mas que pode se tornar uma realidade, trataram-se das questões que surgem tanto do ponto de vista das empresas quanto das companhias de seguros e dos clientes.

Na Oficina Mapa de Risco, por sua vez, os participantes explicaram detalhadamente de que consiste esta útil ferramenta de controle interno para as empresas, destancando, também, que é possível desenvolver uma grande variedade de mapas de risco.

Finalmente, a Oficina D&O foi o clímax profissional de um encontro extenso e variado cuja grande protagonista foi a gerência de riscos.

No dia seguinte, 3 de junho, após a reunião particular dos gerentes de risco reunião, foi realizada na sede da CEOE a Assembleia Geral Ordinária de 2016, em que se aprovou o orçamento para o ano e se renovaram os 13 postos da Diretoria Executiva. Juan Carlos López Porcel, gerente de riscos da ArcelorMittal, é mais uma vez o presidente; Mario Ramírez Ortúzar, chefe de seguros da CLH, foi nomeado vice-presidente I; Esperanza Pereira, gerente de riscos da AENA, vice-presidente II, e Gonzalo Iturmendi Morales, advogado do Escritório de Advogados G. Iturmendi e Associados, é o secretário-geral da Associação.


About the Author

rv_fundacion

Comments are closed here.